Notícias

Secretaria de Gestão Estratégica divulga Boletim de Metas e Produtividade

A Secretaria de Gestão Estratégica do Tribunal de Justiça de Roraima divulgou no dia 4 de agosto o Boletim de Metas do Poder Judiciário de Roraima com dados levantados de janeiro a julho de 2017. O documento aponta que o TJRR continua reduzindo acervo e terminou o mês de julho com 106.283 processos ativos, ou seja 7.316 processos a menos do que o início do ano, com uma redução de 6% no número de processos do estoque.

As unidades com maior redução em números de processos foram 2ª Vara Cível, 3º Juizado Especial Cível, 3ª Vara Cível, 1º Juizado Especial Cível, 1º Juizado de Violência Doméstica. Conforme a SGE, analisando todo o Tribunal, julho foi o mês de maior julgamento do ano de 2017 com 5180 processos julgados. No total, de 1º de janeiro a 31 de julho de 2017, todas as unidades do Poder Judiciário, realizaram 32.458 julgamentos.

As unidades com maior número de julgamentos no período foram Vara da Justiça Itinerante, 2º Juizado Especial Cível, 1º Juizado Especial Cível, 3º Juizado Especial Cível, 3ª Vara Cível. No interior, destacam-se em número de julgamentos no período, as Comarcas de Rorainópolis com 738 processos julgados e Mucajaí, com 679 processos julgados.

Arquivados - Os meses de junho e julho foram meses de mutirão, ou seja de esforço voltado ao arquivamento. A meta era arquivar no âmbito de todo o TJRR, 15 mil processos. Conforme a SGE, foram arquivados 14.065 processos, número muito próximo da meta. “Parabéns a todos que levaram o projeto com afinco. A ideia é não precisarmos correr no fim do ano para arquivar processo” diz trecho do Boletim Informativo.

As unidades com maior número de arquivamentos no período foram: Vara da Justiça Itinerante, 3º Juizado Especial Cível, 1º Juizado Especial Cível, 2º Juizado Especial Cível, 2ª Vara Cível. No interior, destacam-se em número de arquivamentos no período, as Comarcas de Rorainópolis, com 1.185 processos arquivados e a de Caracaraí com 919 processos arquivados.

Baixados Justiça em Números - O total de baixa do Poder Judiciário de Roraima, este ano, até 31 de julho foi de 29.097 processos. As unidades com maior número de baixas de processos sob os critérios do Justiça em Números foram: Vara da Justiça Itinerante, 2º Juizado Especial Cível, 3º Juizado Especial Cível, 1º Juizado Especial, 2ª Vara Cível.

No interior, destacam-se em número de baixas de processos sob os critérios do Justiça em Números, as Comarcas de Rorainópolis, com 479 processos baixados e Mucajaí com 409 processos baixados.

Meta 1 - Atualmente, considerando a produtividade dos meses de janeiro e julho, o TJRR alcançou a marca dos 101,55% da "Meta 1” que tem por objetivo julgar mais processos do que o número de processos distribuídos em 2017. As unidades com melhor desempenho no grau de cumprimento da Meta 1 foram: 1ª Vara Criminal da Justiça Militar, 2ª Vara Criminal do Tribunal do Júri, 1º Juizado Especial Cível, 2º Juizado Especial, 1ª Vara Criminal do Tribunal do Júri.

Conforme a SGE todo o Tribunal precisa arquivar 76.518 processos para alcançar a meta estipulada. “Até agora já arquivamos 39.745, ou seja 51% da meta total. Em relação aos arquivamentos das classes processuais do Justiça em Números, precisamos arquivar 57.602 processos para o alcance da meta de todo o Tribunal. De janeiro a julho, baixamos, sob os critérios do Justiça em Números, 29.097, 50% do total da meta.  Melhor mês de arquivamento foi o mês de maio poderíamos tentar voltar a alcançar esta marca, em breve, de 8.221 processos baixados” conclui o documento.

Boa Vista, 14 de agosto de 2017.


Núcleo de Comunicação e Relações Institucionais – Nucri
Escritório de Comunicação