Notícias

TJRR discute sobre aplicabilidade da Resolução 219 do CNJ

Com o objetivo de melhorar a aplicabilidade da Resolução 219 do Conselho Nacional de Justiça – CNJ, a Juíza auxiliar da presidência, Bruna Zagallo, e a Secretária de Gestão Estratégica do TJRR, Inaiara Sá, conversaram, na tarde desta quinta-feira,20, com os representantes do Comitê de Priorização do 1º Grau, da Associação dos Magistrados de Roraima (AMARR), Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (SINTJURR) e com a diretoria dos fóruns Criminal e Cível.
 
A Resolução 219 do CNJ obrigou os Tribunais brasileiros a equilibrar a força de trabalho no âmbito de suas respectivas instituições, considerando a priorização das áreas judiciais.
 
Durante a reunião, foi apresentado o histórico das ações para adaptação do Tribunal de Justiça de Roraima à resolução, bem como a transferência das funções comissionadas para o apoio direto e os valores em reais que serão realocados em funções comissionadas para o apoio direto à atividade judicante nos 1º e 2º graus.
 
A Juíza auxiliar da presidência, Bruna Zagallo, classificou a reunião como bastante positiva, pois “os participantes opinaram sobre a distribuição das funções comissionadas que ficarão disponíveis no primeiro grau, ou seja, a aplicação da Resolução vem sendo aprimorada e reuniões assim nos auxiliam ainda mais neste processo. O Tribunal de Justiça do Estado de Roraima compreende a necessidade de equalizar a força de trabalho não apenas como uma exigência do CNJ, mas também como uma forma de cumprir a essência do Plano Estratégico 2015-2020”. 
 


Boa Vista, 21 de julho de 2017.


Núcleo de Comunicação e Relações Institucionais – Nucri
Escritório de Comunicação